Acusado de atropelar garçom no ‘Espetinho da Maria’ deve ir a júri popular

O réu Eromir Oliveira dos Santos será levado a júri popular pela tentativa de homicídio contra o garçom Almir Santana Cândido, além de dano qualificado. A decisão é da 8ª Vara Criminal de Maceió e foi publicada no Diário de Justiça desta quinta-feira (5).

Segundo a acusação, em março de 2016, o réu encontrava-se embriagado e causando constrangimentos a mulheres no bar “Espetinho da Maria”, quando foi retirado do local por seguranças. Inconformado com a situação, de acordo com testemunhas, Eromir pegou o carro e avançou em direção aos clientes que estavam nas mesas da calçada, tendo atingido carros estacionados.

Em seguida, após dar a ré e fazer a volta, atingiu Almir Santana Cândido, garçom que trabalhava na hora do fato. A vítima permaneceu internada por 15 dias e fraturou o fêmur esquerdo, além de ter ficado mais de um ano sem trabalhar.

Em depoimentos, testemunhas também afirmaram que ouviram quando o acusado disse que iria “acabar com a festa”. Em sua defesa, o réu afirmou que foi agredido pelos seguranças e que isso o teria deixado nervoso, o que o fez dirigir sem parar após atingir o primeiro carro. Afirmou ainda que havia perdido o controle do veículo quando atingiu a vítima.

Na decisão, o juiz Sóstenes Alex Costa de Andrade entendeu ser aceitável a hipótese de que o réu teria praticado o crime por motivo fútil. O magistrado também ressaltou a existência de gravações das câmeras do estabelecimento que comprovam a autoria.

Ascom – 05/04/2018

(Visited 1 times, 1 visits today)