Fuvest inicia provas da segunda fase com detector de metal para evitar cola

Prova do primeiro dia começou às 13h; candidatos têm quatro horas para responder a dez questões de português e literatura, e produzir uma redação.

A Fuvest iniciou, às 13h deste domingo (8), a aplicação da segunda fase do vestibular 2017 com segurança reforçada. Segundo a assessoria de imprensa da Fuvest, pela primeira vez, todos os 37 locais de prova estão equipados com detectores de metal para evitar fraudes.

O uso dos equipamentos começou na edição anterior do vestibular da Universidade de São Paulo, como um teste: apenas alguns locais de prova tinham detectores de metal. Na primeira fase da Fuvest 2017, aplicada em novembro do ano passado, a medida foi aplicada também por amostragem.

Agora, todos os 37 locais de prova em todo o estado terão detectores de metal. De acordo com a assessoria de imprensa, os equipamentos não foram instalados na entrada do prédio, e nem todos os estudantes serão obrigados a passar por ele: trata-se de uma medida que pode ser aplicada caso haja suspeita de que um candidato esteja usando um equipamento eletrônico durante a prova.

Em Sorocaba, houve gente que precisou correr para não perder a prova. Em São Carlos, um candidato da Fuvest errou o campus em que faria a segunda fase e quase perdeu a prova. Ele chegou ao local correto 40 segundos antes do fechamento do portão.

Nos locais de prova é proibido utilizar:

  1. Relógio de qualquer tipo;
  2. Rquipamento eletrônico, como calculadora, telefone celular, computador, tablet, reprodutor de áudio, máquina fotográfica, filmadora, equipamento eletrônico do tipo vestível (como, por exemplo, smartwatch, óculos eletrônicos, ponto eletrônico) etc.;
  3. Material impresso ou para anotações;
  4. Corretivo de qualquer material ou espécie;
  5. Caneta hidrográfica e outras (somente esferográfica);
  6. Caneta marca-texto;
  7. Gorro, boné, chapéu ou similares;
  8. Protetor auricular, fone de ouvido ou similares.

Mais de 20 mil candidatos

A segunda fase da Fuvest 2017 começou neste domingo com as provas de português e redação. As dez questões de interpretação de texto, gramática e literatura valem 50 pontos e a redação outros 50. Os portões dos 37 locais de prova fecharam às 13h.

Ainda faltavam duas horas para o início da prova quando a estudante Nayla Arango Bérgamo, de 18 anos, chegou ao local de prova em Ribeirão Preto (SP). Apesar da ansiedade, a candidata ao curso de pedagogia diz que está preparada para enfrentar as questões de português e a redação.

“Estou pensando mais na prova de exatas, que será na segunda-feira [9]”, diz a jovem de Batatais (SP). “A Fuvest é um vestibular muito disputado e, quem passa para a segunda fase, tem que fazer de tudo para não perder. Prefiro chegar cedo e evitar o pessoal amontoado buscando suas salas”, completa.

Calendário de provas

Na segunda (9), os candidatos terão de responder a 16 perguntas de história, geografia, matemática, física, química, biologia e inglês. Por último, na terça-feira (10), será a vez da prova específica, com 12 questões de duas ou três disciplinas cobradas de acordo com a carreira em que o candidato se inscreveu.

Foram convocados para esta etapa final 20.741 candidatos – que disputarão 8.734 vagas na USP e 120 na Santa Casa de São Paulo -, além de 2128 treineiros, totalizando 22.869 convocados.

Para os candidatos de artes cênicas e curso superior do audiovisual, o vestibular continuará com as provas de habilidades específicas entre os dias 11 e 13 de janeiro.

g1

08/01/2017

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Deprecated: Directive 'track_errors' is deprecated in Unknown on line 0