Gestantes posam para ensaio na Lagoa Mundaú em alerta pelo avanço da microcefalia

Oito gestantes participaram da sessão de fotos; imagens farão parte de uma exposição no Instituto Eu Mundaú

csm_AgRORoZqv5YF9z0TT-rSYOo8lfnn_Ds0jr-4LB9Y8sWF_f00fdea7cc

Emilly Marina veio ao mundo, em 28 de dezembro passado, cercada de suspense. Apesar de todo o pré-natal e cuidados, Marcela França, 23 anos, completou a gestação em meio ao temor da microcefalia. “Cheguei a perguntar em uma ultrassonografia que fiz aos oito meses se tinha algum risco e a médica disse que só poderia ver isso no nascimento. Foi tenso. Ao invés de acalmar, me deixou mais nervosa”, conta a mãe de Emily, que nasceu saudável.

Passado o susto, mas ainda sensibilizada com a doença que hoje já afeta mais de uma centena de bebês alagoanos, Marcela e outras sete gestantes atenderam ao apelo do fotógrafo Bero Carvalho e posaram para um ensaio fotográfico na Lagoa Mundaú, Litoral Sul de Maceió. As imagens de cada uma das gestantes você confere na galeria, no final da matéria.

As imagens farão parte de uma exposição do Instituto Eu Mundaú, de Fernão Velho. Mas o autor explica porque resolveu divulgá-las, na mídia, primeiro no Portal TNH1.

“Sou fotógrafo, e estou sempre observando em volta. E foi com uma reportagem que vi no TNH1 sobre o aumento dos casos de zika e microcefalia em Alagoas que tive essa ideia. A intenção é chamar atenção para das gestantes, da saúde pública”, afirma o fotógrafo, que mora em Fernão Velho.

“Postei  em um perfil meu em uma rede social uma nota convidado gestantes para o ensaio fotográfico. Achei até que não viriam. Mas elas vieram, cada um com seu bebê no ventre, cheias de amor e carinho, e realizamos a sessão de fotos no Pontal. Nas fotos mostramos a ligação entre mãe, filho e natureza! Juntas combatendo uma só causa”, disse Bero.

csm_12391451_828220617288915_9080346674945123098_n_cc943ff90b

Adriana, Denise, Naionara, Laninha, Marcela, Sayara, Thamyres e Vanessa posaram em um bucólico ensaio com o objetivo de chamar a atenção para o zika vírus e a microcefalia, um medo compartilhado por todas à época do ensaio, realizado em 15 de dezembro.

“houve uma conversa antes do ensaio, pois o verdadeiro motivo do ensaio era essa ligação uma com a outra se preocupando com o mesmo problema e a mesma causa. Em princípio a preocupação dela com os bebês dava pra se notar no olhar, mas quando juntamos todas o semblante delas foi mudando, perceberam que naõ estavam sozinhas nessa fase de apreensão e dúvidas”, relembra Bero.

csm_AuSuPlFzRdFr6P6G4mwYDvXECafSQb6GLvxocJgLSYW5_01_c42993fecc

TNH1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Deprecated: Directive 'track_errors' is deprecated in Unknown on line 0