Justiça feita: Cid Porto volta para os filhos por determinação judicial

AlaCOWbrJigjcKTJzBTrmTYMwlAxq26RJzJNGNXhwcLb

Teve um final feliz a briga jurídica envolvendo a ‘tutela’ do empresário Cid Porto, de 76 anos, que é portal de Alzheimer e Parkinson. Uma decisão da justiça federal revogou a determinação que obrigava os filhos a internarem o empresário em um hospital particular na capital alagoana, sob os cuidados da ex-companheira, a psicóloga Lucy Ana Moura da Silva.

A briga na justiça se arrasta desde o ano passado, quando se tornou público um vídeo onde o empresário é resgatado de um sítio na Barra de São Miguel. Segundo a família, Cid era mantido em cárcere privado no local, sob efeito de forte medicação dada pela ex-companheira, que ainda o teria obrigado a assinar procurações que a autorizaram a realizar grandes retiradas em dinheiro.

Após ser resgatado do sítio, a família passou a cuidar do empresário na residência de um dos filhos, inclusive com acompanhamento de um geriatra que é contra a internação, uma vez que o paciente não apresenta alteração no quadro clínico e recebe todos os cuidados em casa. O médico alega, ainda, que no hospital o empresário estará exposto a outras doenças.

Cid Porto é sócio da Usina Mandacaru, Grupo Agrovale, com atuação em Alagoas, Pernambuco, Paraíba e Bahia. O empresário foi afastado da direção da empresa após não conseguir administrar seu patrimônio.

Nesta quinta-feira, 11, em nova decisão, o Superior Tribunal de Justiça, determinou o retorno do empresário para a residência de um dos filhos, onde permanecerá sob os seus cuidados. A decisão foi celebrada pela família e pelo empresário, que já havia manifestado o desejo de permanecer com a família.

Assessoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Deprecated: Directive 'track_errors' is deprecated in Unknown on line 0