Maceió ganhará campus do Ifal e Renan Filho promete realizar concurso

DSC_00071-350x234

O governador Renan Filho (PMDB) anunciou nesta segunda-feira, 21, na presença do ministro da Educação, Aloísio Mercadante, a implantação do novo campus do Ifal de Maceió, que funcionará no Benedito Bentes. Para tal, Renan Filho garante a convocação da reserva técnica do concurso e posteriormente novo certame para provimento de novos cargos.

Em entrevista à imprensa, o governador reiterou o plano de convocar as reservas e, somente depois, lançar concursos com nova estratégia. “Vamos modificar a política de concurso público em Alagoas. Antes demorava muito para se convocar os aprovados e isso provocava sérios problemas. Agora queremos lançar concursos menores e chamar todos os aprovados”, explicou Renan Filho.

Também à imprensa, o ministro disse que visitou as obras do Campus, que já está com salas de aula, laboratórios e toda infraestrutura prontos, para oferecer linhas de cursos profissionalizantes. “Nosso objetivo é formar profissionais qualificados, com mais chances no mercado de trabalho”, disse Mercadante.

Alfabetização na Idade Certa

Além do anúncio do novo Ifal, o ministro veio lançar o novo Pacto nacional pela Alfabetização na Idade Certa, cujo material didático já está pronto para ser implementado nas escolas, a partir do ano que vem.  O pacto será realizado entre municípios, distrito federal, estados e governo federal, com objetivo de alfabetizar em Português e Matemática todas as crianças até os oito anos de idade, no final do 3º ano do Ensino Fundamental. Isso ocorre para driblar os dados nacionais sobre educação: Mais de 15% das crianças brasileiras chegam aos oito anos sem estarem alfabetizadas.

Educação de Jovens e Adultos

Em resposta aos índices baixos de aprendizado entre jovens e adultos, o ministro afirma que efetivou um acordo nacional com o Sistema S para garantir também a formação profissional desse público alvo. “Serão várias atividades, em várias áreas com recurso de TV e plataforma do MEC para melhorar a qualificação desses jovens e adultos no mercado de trabalho”, garantiu o ministro.

“O que nós identificamos é que nesses adultos, não só os que têm baixo letramento, é que são pais de família, com muitos compromissos. Para esse perfil, o melhor é associar a alfabetização ao ensino técnico-profissional”, completou.

João Urtiga/Alagoas24horasMinistro da Educação, Aloizio Mercadante

Ministro da Educação, Aloizio Mercadante

Crise

Questionado se a crise irá dificultar a execução de projetos e programas do Ministério da Educação em 2016, Mercadante garantiu que não. Ele explica que o orçamento da pasta, tal qual o da Saúde, foi aprovado integralmente. O ministro atribuiu o feito ao presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB), que teria sido decisivo na manutenção dos recursos.

“Com atitudes como as de Renan Calheiros, ao longo de 2016, teremos recursos necessários pra fazer mais. Dará para fazer tudo com criatividade e inovação”, disse.

Somente em bolsas de estudo, o investimento será de R$ 1 bilhão.

Alagoas 24 Horas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Deprecated: Directive 'track_errors' is deprecated in Unknown on line 0