Ponte da Praça do Sinimbu

32359_451178114928380_1429481046_n

Sobre os bondes que circulavam em Maceió, leia:

Quando Maceió ainda era uma cidade provinciana, sem edifícios de apartamentos, shoppings centers, e supermercados, os moradores andavam de bonde, meio de transporte que atendia a ricos e pobres, numa época em que carros de passeio era muito difícil.

Normalistas estudantes do Instituto de Educação, do Colégio de São José e do Sacramento e rapazes secundaristas do Diocesano, Guido, Lyceo e outros colégios faziam o percurso da Pajuçara ao Centro e o Farol, neste tipo de transporte.

Sobre trilhos que percorriam bairros com Bebedouro, Mutange, Bom Parto, Cambona, Farol, Centro, Prado, Trapiche, Jaraguá e Pajuçara, os bondes de Maceió não poluíam o ambiente, nem tinha concorrentes, como os ônibus de hoje que disputam usuários com as Kombis-lotação.

Na Pajuçara, o ponto final era na Praça Lyons, já na divisa com a Ponta da Terra. Paravam nas Praças da Liberdade, do Rex, e na Rua Jangadeiros Alagoanos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Deprecated: Directive 'track_errors' is deprecated in Unknown on line 0