Putin anuncia acordo de cessar-fogo entre regime sírio e os rebeldes armados

País vive conflito violento desde 2011. Rússia é aliada do regime do ditador da Síria, Bashar al-Assad.

O presidente russo Vladimir Putin anunciou, nesta quinta-feira (29), um acordo de cessar-fogo entre o regime sírio e a oposição armada na Síria, país que vive um violento conflito desde 2011.

“Foram assinados três documentos: o primeiro é entre o governo sírio e a oposição armada sobre o cessar-fogo para todo o território sírio”, declarou Putin, acrescentando que um outro documento se refere a negociações de paz. Ele anunciou também que a Rússia reduzirá sua presença militar na Síria, mas continuará lutando contra o terrorismo.

O exército sírio confirmou o acordo e anunciou que o cessar-fogo deve começar à 0h desta sexta-feira (30). O cessar-fogo exclui os jihadistas do Estado Islâmico e do grupo conhecido anteriormente como Frente Al-Nusra, ramificação síria da Al-Qaeda, segundo o comunicado divulgado pelo exército sírio.

Um representante de um grupo rebelde também confirmou que os rebeldes concordaram com o cessar-fogo.

Em um comunicado divulgado nesta quinta-feira, o Ministério das Relações Exteriores da Turquia afirmou que Rússia e Turquia agirão como guardiões do cesar-fogo nacional estabelecido na Síria. “Com esse acordo, as partes concordaram em cessar todo os ataques armados, incluindo aéreos, e prometeram não expandir as áreas de controle sobre a outra parte”, diz o documento.

A Turquia alertou ainda sobre a importância do apoio dos países próximos às duas partes: o regime sírio e os rebeldes.

g1

29/12/2016

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Deprecated: Directive 'track_errors' is deprecated in Unknown on line 0