Vice-prefeito decide assumir prefeitura de Santa Luzia do Norte

José Aílton disse que fica na gestão municipal até a volta de Edson Mateus. Falta de prefeito preocupava população que ficou sem serviços públicos.

Após o impasse gerado pela prisão do prefeito de Santa Luzia do Norte, Edson Mateus, que é acusado de estupro de vulnerável, o vice-prefeito José Aílton decidiu assumir nesta quinta-feira (05) o cargo majoritário municipal.

Na ocasião, o vice-prefeito, que havia se negado anteriormente a assumir a função, resultando até mesmo na indicação temporária do presidente da Câmara Municipal, disse que ficará no cargo até a saída da prisão do prefeito eleito Edson Mateus.

“Não temos nenhum contrato com a família do Edson Mateus, mas conversamos com uma pessoa da família dele que falou quais secretários poderiam ajudar na resolução dos problemas da cidade”, disse José Aílton ao afirmar que temporariamente assume o cargo de prefeito.

“O Edson estando na cidade o cargo é dele. Na ausência dele, eu assumo a função de prefeito”, esclareceu José Aílton expondo que está a frente da prefeitura.

Os funcionários da prefeitura de Santa Luzia do Norte já está trabalhando para a felicidade da população que estava preocupada com impasse entre os gestores.

Com o isso, o prefeito em exercício, José Aílton disse que existem muitos problemas para serem resolvidos. “Nós estamos com salários e fornecedores atrasados. Com isso, determinei ao secretários que neste período de adaptação vamos trabalhar sem hora, com portas abertas, para resolver as questões”, completou.

Impasse
O impasse sobre quem assumiria a prefeitura de Santa Luzia do Norte foi gerado após o prefeito eleito e diplomado, Edson Mateus, ser preso sob acusação de esturpo de vulnerável. Ele está detido na sede do Corpo de Bombeiros, em Maceió, desde o dia 15 de dezembro do ano passado.

g1

06/01/2017

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Deprecated: Directive 'track_errors' is deprecated in Unknown on line 0